Tortillas Mexicanas

Tortillas é a base da gastronomia Mexicana. São tantos e tantos os pratos que levam essa delícia, que ficaria o dia inteiro citando-os. Acho que a maioria das casas aqui nos EUA, tem um saquinho de tortillas nas suas geladeiras. Dá para preparar rapidamente uma quesadilla (feita dobrada na chapa ou frigideira, com queijo dentro ou algum tipo de carne), ou um taco (esse utiliza a tortilla só aquecida e se coloca alguma carne, salsa Mexicana, cebola e coentro picadinho, dentro, formando um “barquinho”).  Sei que o acesso no Brasil é mais difícil, então gostaria de compartilhar essa receita com todos vocês.

Ingredientes
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de chá de sal
1 colher de chá de fermento em pó (baking powder)
1/3 de xícara de óleo vegetal ou banha
1 xícara de água quente

Modo de Preparo
Na tigela da batedeira equipada com o gancho de massa, misture a farinha, o sal e o fermento. Misture bem.
Com a batedeira em velocidade média, adicione óleo e água. Misture por 1-2 minutos, parando pelo menos uma vez para raspar as laterais da tigela. Depois que a massa começar a formar uma bola, reduza a velocidade do misturador para baixa e continue a misturar por 1-2 minutos, até que a massa fique lisa.
Transfira a massa para uma superfície enfarinhada. Divida em 16 partes iguais. Enrole cada porção numa bola e achate-as. Cubra os discos com um papel toalha/pano de prato úmido, pelo menos 15 minutos e até uma hora.
Aqueça uma frigideira grande de ferro fundido em fogo médio-alto. Utilize a máquina de abrir a tortilla ou com um rolo, abra cada disco por volta de 10/15cm (uso papel manteiga para não grudar na máquina ou rolo). Não coloque uma em cima da outra. A não ser com um pedaço de papel manteiga entre elas.
Coloque uma tortilla na frigideira e cozinhe por cerca de 1 minuto, até formar pequenas bolhas na parte superior e manchas marrons na superfície inferior.  Vire e cozinhe do outro lado por cerca de 30 segundos.
Retire da panela e empilhe as tortillas cozidas, num pano de prato limpo. (Isso as manterá macias e quentinhas)
Sirva imediatamente ou deixe esfriar para uso posterior. As tortilhas podem ser armazenadas por 2-3 dias na geladeira num saco tipo ziploc.

 

Pão de Queijo de Forma

Primeira vez que eu faço esse tipo de pão de queijo e todos daqui de casa, adoraram. Principalmente minha filha Sienna! Por ela, só comeria pão de queijo todos os dias. Mas também, como não gostar?

Esse processo acaba sendo muito mais fácil, pelo fato de não precisar ficar enrolando um por um. É vapt-vupt!

Ingredientes
3 xícaras de polvilho doce (tapioca starch, tapioca flour)
1 xícara de leite
1/2 xícara de óleo
Sal a gosto
3 ovos
200 g de mussarela em pedaços
1 colher de sopa de fermento em pó (baking powder)
Queijo parmesão para polvilhar

Modo de Preparo
Bata no liquidificador o óleo, o leite, os ovos e o sal.
Adicione a mussarela e bata mais até desmanchar.
Passe a mistura para uma tigela, adicione o polvilho e misture.
Por último junte o fermento e levemente misture-o.
Unte uma forma com cone no centro e polvilhe um pouco de queijo parmesão,
Derrame a massa na forma, polvilhe mais um pouquinho de queijo parmesão. Asse em forno prequecido 180C/ 350F por uns 20 a 30 minutos.

 

Bolo de banana e maçã natureba

Bolo sem farinha e sem açúcar. Assim não te sentirás culpada(o) para acompanhar o cafezinho da tarde! Além dos ingredientes saudáveis, é super fácil de fazê-lo. Corre lá!

Ingredientes

2 maçãs descascadas
1 banana
1 xícara de aveia
2 ovos
1 colher de sopa de fermento em pó (baking powder)
1 pitada de canela em pó


Modo de Preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador até atingir uma massa homogênea. Unte uma forma pequena, despeje a massa e coloque para assar em forno preaquecido 350F /180C por uns 30 ou 40 minutos. Espere esfriar para cortar.

Fatias Húngaras

Esse pão doce, com recheio leve de coco, é uma boa companhia num café da tarde. A massa é bem fofinha e o pão não fica tão doce. Como estamos em época de quarentena, não tenho os ingredientes certinhos o tempo todo. Muitas vezes é na base do improviso, com o que tenho aqui na despensa. Para o recheio, o coco ralado fino seria o mais indicado, mas eu só tinha o ralado no grosso e já adocicado. Então reduzi a quantidade de açúcar solicitado. Só sei que o resultado ficou divino!

Ingredientes
Massa
2 tabletes de fermento para pão ou 1 sachet (10g) de fermento seco
5 colheres de sopa de açúcar
2 xícaras chá de leite morno
3 ovos
1 colher  de sopa de margarina ou manteiga
1/4 xícara de óleo
1 kg de farinha de trigo (aproximadamente)
Recheio
5 colheres de sopa de margarina
1 xícaras  de açúcar refinado
1 pacote (100 g) de coco ralado fino
Calda
2 xícaras de leite
1 xícara de açúcar refinado

Modo de Preparo
Misture os 3 primeiros ingredientes e depois os outros 3. Por fim coloque a farinha de trigo até que desgrude das mãos. Coloque numa superfície enfarinhada e sove por uns 5 minutos. Deixe descansar por 30 minutos.
Enquanto isso faça o recheio. Misture todos os ingredientes do recheio numa tigela até virar um creme. Reserve.
Abra metade da massa com um rolo de macarrão. Coloque a metade do recheio, espalhe bem e enrole a massa como rocambole.
Corte as fatias, coloque-as em forma untada (grande) e leve ao forno prequecido 180C-350F graus por aproximadamente 30 minutos, ou até dourar.
Ferva o leite e o açúcar (para dissolver bem o açúcar).
Retire do forno e ainda quente jogue a calda por cima. Sirva quente ou frio.

 

Croque Madame

Ontem acordei com vontade de comer um Croque Madame. Um sanduíche  francês com pão de casca grossa (rústico), presunto e queijo gruyère, molho béchamel e um ovo levemente frito.
Como o pão artesanal leva várias horas para fermentar, comecei ontem e assei-o hoje. Assim eu teria a base para o meu sanduíche. Croque Madame foi o meu le déjeuner de hoje!

“Viajei” muito nessa quarentena. Fui para o Brasil, Irã, Grécia, Coreia, França, México, Itália e mais alguns que não me recordo! 


Ingredientes

1 colher de sopa de manteiga sem sal + para o grelhar
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 xícara de leite
1 colheresde chá de mostarda Dijon
pitada de noz moscada
4 fatias de pão com casca grossa
2 ovos
100 g de queijo Gruyère
200 g de presunto

Molho béchamel
Numa panela pequena, derreta a manteiga em fogo médio-alto. Quando começar a borbulhar e criar espuma, adicione a farinha e mexa por 30 segundos. Adicione o leite morno, pitada de noz moscada, mostarda e mexa até ficar homogêneo. Reserve.

Montagem do Sanduíche

Passe manteiga nas fatias de pão e numa chapa quente ou frigideira, dourá-los dos dois lados. Coloque fatias de queijo e o dobro de fatias de presunto. Feche os sanduíches, e coloque o molho béchamel por cima deles. Coloque no broil até dourar o molho e derreter o queijo. Retire do forno, e coloque um ovo levemente frito por cima.

Bon Appétit!

Pão Artesanal

Pão Petrópolis

Mesmo morando fora, adoro assistir a parte de culinária do programa da Ana Maria Braga. Já fiz várias receitas que ela passou, e essa é uma delas. Disse a Ana que este pão é muito famoso no Rio, na cidade de Petrópolis (região serrana do Rio de Janeiro). Eu estive nessa cidade, que é deslumbrante por sinal, uns 30 anos atrás, mas não me recordo de ter conhecido/experimentado esse pão. Mas vendo essa delícia, fiquei com vontade e adivinha? Tive que fazer. Aprovadíssimo pelos jurados aqui de casa (marido e filhos). Haha.

Ingredientes
10g (1 sachet ou 1 colher de sopa) de fermento biológico seco
1 colher (sopa) de manteiga (15 g)
180ml de leite (¾ xícara de chá)
50g de açúcar (¼ xícara de chá)
400g de farinha de trigo (2 ½ xícara de chá)
1 pitada de sal
1 gema misturada com 1 colher (chá) de café pronto sem açúcar


Modo de Preparo
Numa tigela, coloque o fermento, manteiga, leite, 1 ovo e misture bem. Reserve.
Coloque numa outra tigela o açúcar, toda farinha de trigo, a pitada de sal e misture também. Faça uma cavidade no centro, adicione a mistura de fermento (reservada acima) e sove bem até ficar uma massa homogênea. Dica: polvilhe um pouco de farinha de trigo nas mãos para desgrudar a massa que fica entre os dedos. Deixe a massa descansar por uns 20 minutos numa tigela com filme plástico por cima.
Modele a massa no formato de pão de forma comprido, polvilhe farinha de trigo e transfira a massa para uma forma de bolo inglês (25 cm X 10 cm e 6 cm de altura) forrada com papel manteiga nas laterais (veja minha foto abaixo) deixando 10 cm de papel para o lado de fora da forma. Pincele a massa de pão com 1 gema misturada com o café pronto e deixe crescer até a massa dobrar de tamanho, num ambiente de temperatura agradável. Uma dica importante. Coloque uma forma com uma gradinha por debaixo da forma do pão a assar.
Leve o pão ao forno médio preaquecido a 180°C – 350F por +/- 35 minutos ou até dourar. Retire do forno, desenforme, retire o papel manteiga e sirva em seguida. Para fazer o famoso pão na chapa, passe manteiga dos dois lados e esquente a fatia (cortada grossa) na chapa quente ou frigideira.

Pozole – Sopa Mexicana

O Posole é uma sopa tradicional Mexicana, feita com carne de porco desfiada, milho de canjica e várias guarnições.  Pode se fazer também com carne de frango ou de vaca.

Se você ainda não experimentou o pozole, experimente o mais breve possível. É raro encontrar alguém que tenha experimentado pozole e não tenha curtido!

Ingredientes

1 cebola pequena
2 colheres de sopa de azeite de Oliva
2 colheres de sopa de farinha
1 colher de chá de orégano
2 colheres de sopa de extrato de tomate
1/2 colher de chá de cominho
1/2 colher de chá de alho em pó
1/4 de colher de chá de pimenta caiena
3/4 de colher de chá de sal
2 xícaras de água
3 xícaras de caldo de galinha ou de carne
2 colheres de sopa de páprica defumada ou doce
750g de milho de canjica cozido
1kg de paleta suína cozida e desfiada
Guarnições – rabanete, repolho, coentro, limão, jalapeño e avocado

Modo de Preparo

Pique a cebola e coloque numa panela grande com o azeite. Refogue bem. Adicione a farinha, páprica, caiena, cominho, pó de alho e sal. Continue refogando por mais dois minutos. A mistura ficará meio seca, então mexa continuamente para evitar queimá-la.
Adicione 2 xícaras de água, pasta de tomate. Mexa os ingredientes até a massa de tomate se dissolver bem. Deixe a mistura ferver, dando uma engrossada.

Por fim, adicione o caldo de galinha, a carne desfiada, e a canjica. Cozinhe no fogo baixo por mais uns 10 ou 15 minutos.

Aqui temos o costume de servir esta sopa, com rabanete cortado em tirinhas, coentro, repolhocortado fininho, avocado, limão e tortilla chips (lembra o salgadinho Doritos).

Torta Merengue de Maracujá

Já fiz inúmeras vezes a torta merengue de limão (é a nossa sobremesa favorita), mas de maracujá, foi a primeira vez. Maracujá não é uma fruta fácil de se encontrada aqui na terra do Tio Sam! E quando a gente encontra, custa por volta de 3 dólares, 1 unidade. Mas, com mais facilidade, em alguns mercados, tem na parte de produtos latinos, a polpa congelada (foto abaixo). Foi com essa polpa que fiz a torta e deu certo. Todos daqui de casa, aprovaram e devoraram a torta toda!

Ingredientes para a torta

1 base de torta pequena (graham cracker crust) ou 4 xícaras de bolacha Maria ou Graham picados
8 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente

Ingredientes para o Recheio e cobertura
2 colheres de sopa de suco de limão
1 lata de leita condensado
A mesma medida da lata, de polpa de maracujá
3 ovos separados (claras para o merengue e gemas para o creme de maracujá)
½ xícara de açúcar

Modo de Preparo

Se não utilizar a base que já vende pronta para torta, bater no processador todos os ingredientes para torta e colocar numa forma redonda pequena, pressionando no fundo e nas bordas esta mistura . O ideal seria fazer numa forma de aro removível, ficará mais fácil para cortar a torta. Fiz numa de cerâmica e ficou difícil de remover a fatia inteirinha.

Bater na batedeira 3 claras, adicionar o açúcar aos poucos, e bata até formar picos. Reserve o merengue.
No liquidificador, bata as gemas, o leite condensado, a polpa de maracujá e o suco de limão.
Colocar esta mistura na torta e por cima dela as claras batidas.
Assar em forno 350F/180C até dourar (15  a 20 minutos)
Deixe na geladeira pelo menos por umas 4 horas antes de serví-lo. Enjoy it!

Esfirra aberta

Muitas vezes surge uma vontade tremenda de comer certas coisas, que não temos aqui por perto, ou nem aqui neste país.  Estou há mais de 20 anos vivendo nos EUA e quando tenho essa vontade, o jeito é fazer!

Sou de São Paulo, e nos anos 80 o restaurante de comida árabe, Habib’s, entrou no estado trazendo um fast food com esfirras abertas, diferenciando-o de outras franquias. Na época, era algo diferente, gostoso, barato, rápido, de fácil acesso para muitos. Sei que a esfirra deles não é a melhor coisa do mundo, mas sabe aquele gostinho de saudade? Pois então! Aqui estou eu saboreando uma esfirra tipo Habib’s e realizada!

Ingredientes

500g de Farinha de Trigo (all purpose)
1 colher (sopa) de Fermento Biológico Seco
60g de Açúcar
60ml de Óleo
350ml de Água Morna
1 Colher (chá) de Sal
Fubá para polvilhar (fine ground corn meal)

RECHEIO DE CARNE:

150g de Carne Moída
1/2 Cebola Picadinha
1 Colher de Chá de Hortelã
1 Tomate sem Sementes Picadinho
Suco de 1/2 Limão, Sal e Pimenta

Modo de Preparo

Na batedeira, misture a água, óleo, fermento, açúcar, sal e 1 xícara de farinha. Vá adicionando o restante da farinha aos poucos e continue batendo. Se utilizar a batedeira com o acessório gancho, pode continuar batendo por mais uns 2 ou 3 minutos.

Se não tiveres a batedeira que bate massa de pão, finalize na mão mesmo, numa superfície enfarinhada. Forme uma bola e coloque num bowl que esteja untado com óleo. Coloque um pano úmido por cima da tigela e deixe a massa descansar por 2 horas dentro do forno.

Enquanto a massa cresce, vamos preparar o recheio. Misture num bowl todos os ingredientes e reserve-o, na geladeira.

A massa deverá dobrar de tamanho ou crescer até mais ainda. Polvilhe o fubá numa superfície e coloque 1 pedaço da massa por vez (do tamanho de uma bola de ping pong) no fubá. Abra-o formando um disco e coloque o recheio (aproximadamente 1 colher cheia) no meio, esticando para as bordas. Lembre-se de deixar a bordinha! Arranje as esfirras numa forma untada com manteiga e farinha.

Preaqueça o forno a 250C/480F. Asse as esfirras por uns 10/15 minutos, até a borda dourar. Pode servir imediatamente.

Pão Pita

Minha primeira vez fazendo essa delícia de pão e deu certo! Pita ou pão árabe, pão sírio, como é conhecido no Brasil,  é um pão de trigo tipo “envelope”, um pão folha que pode ser recheado e consumido como um sanduíche. Pode fazer também um molho tzatziki ou hummus para acompanhá-lo.

Nesses tempos de quarentena, nada melhor do que comer pão fresquinho!

Ingredientes
1 xíc de água morna morna (cerca de 105–110 ° F)
1 colher de sopa de açúcar
2 1/4 colheres de chá (1 pacote) de fermento ativo seco
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de azeite extra-virgem
1 3/4 colheres de chá de sal

Modo de Preparo
Adicione a água morna, o açúcar e o fermento ao bowl da batedeira (de preferencia, planetária), juntamente com 1 xícara de farinha. Bata tudo até ficar uniforme e reserve por 15 minutos. A mistura formará bolhinhas.
Adicione o azeite e o sal, juntamente com 1 1/2 xícaras de farinha. Misture bem e vá limpando as beiradas do bowl. Se a massa ainda estiver meia grudenta, adicione 1/4 de xícara de farinha de cada vez.
Se não tiver a planetária, sove a massa por uns 5 minutos. Remova a massa da tigela, coloque-a sobre uma superfície enfarinhada e forme uma bola.
Esborrife levemente uma tigela grande com azeite (ou óleo, manteiga) e coloque a massa dentro. Vire a massa para cobrir toda com óleo e cubra a tigela com um pano de prato. Deixe a massa crescer em temperatura ambiente por 2 horas ou até dobrar de tamanho.
Retire a massa da tigela e coloque-a sobre uma superfície enfarinhada. Retire o ar na massa e corte-a em 8 pedaços.
Forme cada pedaço de massa numa pequena bola, puxando a massa pelos lados e dobrando as pontas por baixo. Coloque as bolas distanciadas numa superfície enfarinhada e cubra-as com um pedaço de filme plástico levemente untado com óleo. Deixe a massa descansar por 30 minutos.
Depois de descansar, abra as massas com ajuda de um rolo (os com as mãos) formando discos. Deixe a massa descansar por 10 a 30 minutos.
Pincele uma frigideira de ferro fundido com um pouquinho de azeite e coloque-a em fogo médio-alto. Adicione o disco na frigideira e cozinhe até o pão começar a inchar e o fundo dourar, cerca de 2-3 minutos. Vire e cozinhe por mais 2 minutos. Embora seja ideal que o pão pita comece a inchar e encher de ar quente para formar o enevelpe perfeito, isso nem sempre, acontece. Coloque os pães num pano de prato limpo enquanto continua cozinhando o restante das pitas,  para mantê-los aquecidos.

Frango Grelhado Persa – Jujeh Kabab

Ontem acordei com uma vontade de comer algum prato persa. Ou alguns! Hahaha. Resolvi fazer o Jujeh Kabab.  Um prato iraniano que consiste em pedaços de frango, num marinado (gosto de deixar por 24h) com cebola, limão siciliano e açafrão, e finalizado na grelha.

Também fiz para acompanhar, um arroz com tahdig de batatas, tomate grelhado, tabule e kafta. Passarei as receitas desses outros pratos mais adiante.

Ingredientes

1 kg de peito de frango em cubos

1 cebola picadinha

Suco de 1 limão siciliano

½ colher de chá de pó de açafrão moído, dissolvido em 1 colher de sopa de água quente

½ colher de chá de sal

¼ colher de chá de pimenta preta moída

4 colheres de sopa de azeite de Oliva

Modo de Preparo

Numa tigela, misture cebola, azeite, suco de limão, açafrão, sal e pimenta. Misture bem.
Cubra com filme plástico, ou coloque num saquinho tipo Ziploc e leve à geladeira por 24 horas.

Coloque os pedaços de frango nos espetos e leve-os a grelha já aquecida. Se não tiver espetos, sem problemas, coloque-os direto na grelha. Cozinhe o frango por uns 10 minutos de cada lado. Verifique o cozimento do jujeh kabab cortando um pedaço de frango com uma faca.  Gosto de deixar bem douradinho.

 

Pão Artesanal

Que pão fácil de fazer! É tão fácil, que você vai querer assar um por dia. Você vai precisar de uma panela de ferro com tampa (apropriada para ir ao forno). Acredito que a maioria tenha em casa, e se não tiver, vou te dizer que é um ótimo investimento. Uso a minha panela pelo menos duas vezes por semana. A receita que passarei é a básica. Mas se quiseres adicionar sementinhas, azeitonas, ervinhas, frutas cristalizadas, …. fique à vontade. Sempre adiciono algo diferente na massa. Hoje por sinal fiz um, e coloquei gergelim.

Pão com Azeitonas

Ingredientes

3 xícaras de farinha de trigo

1 1/2 colher de chá de sal

1 sachê de fermento biológico (10g)

1 1/2 xícara de água morna

Também irá precisar de plástico filme, papel pergaminho e a panela de ferro com tampa

Pão de gergelim

Modo de Preparo

Misture todos os ingredientes numa vasilha grande. Coloque o plástico filme por cima desta vasilha e deixe descansar (fermentar) por 12 à 18 horas.

Para assar, preaqueça o forno à 450°F / 232°C com a panela dentro (para ir esquentar também) sem a tampa.

Enquanto o forno e a panela aquecem, remova a massa fermentada e coloque numa superfície com farinha polvilhada. Forme uma bola, faça uma cruz por cima com uma faca bem afiada.

Coloque o pão já no formato de bola num pedaço de papel pergaminho. Retire a panela do forno e coloque o papel com o papel na panela. Tampe e leve ao forno. Asse tampado por 30 minutos. Retire a tampa e asse por mais 15 minutos.

Retire da panela e deixe esfriar totalmente antes de corta-lo. Enjoy it!

Pão rústico com castanhas e cranberries
Pão com alecrim e alho

Pão Fácil de Cerveja

Ingredientes

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher de sopa de fermento em pó

2 colheres de sopa de açúcar

1/2 colher de chá de sal

1 lata/garrafinha de cerveja

4 colheres de sopa de manteiga derretida



Modo de preparo

Primeiro, preaqueça o forno à 190° C/ 375°F e esborrife uma forma de pão com spray antiaderente.

Numa tigela, misture a farinha, o fermento, o açúcar e o sal. Adicione lentamente a cerveja e mexa bem. A massa ficará grossa.

Despeje a massa na forma preparada e regue com toda a manteiga derretida. Use toda a manteiga! Ficará crocante a casquinha.

Asse o pão por 45-55 minutos. Deixe esfriar antes de servir.

Beliscão de Goiabada

Voltei!

Foram mais de 2 anos, sem publicar receitas aqui. Para ser sincera, senti falta de não ter as últimas receitas que testei e aprovei, registradas aqui neste meu caderninho virtual. Hoje fiz essas bolachinhas que “derretem” na boca e não poderia deixar de dividir com vocês!

Ingredientes:

1/3 de xícara de Manteiga
1/2 xícara de Açúcar
1 colher (chá) de Essência de Baunilha
1 Ovo
1 xícara de Farinha de Trigo
1 xícara de Amido de Milho (cornstarch)

150g de Goiabada
1/2 xícara de Açúcar de Confeiteiro (powdered sugar)

Modo de Preparo:

Na batedeira ou numa tigela, coloque a manteiga e o açúcar. Misture com uma espátula até formar um creme.

Acrescente a essência de baunilha e o ovo. Mexa/ bata bem.

Adicione a farinha de trigo e o amido de milho aos poucos, até formar uma massa que desgrude das mãos.

Embrulhe a massa em um plástico filme e leve à geladeira por aproximadamente 2 horas.

Forre uma assadeira grande com o tapetinho de silicone ou papel manteiga.

Preaqueça o forno a 180°C.

Com a ajuda de um rolo, abra a massa entre 2 folhas de papel manteiga, até atingir uma espessura de no máximo 0,5 centímetros.

Corte quadradinhos de 5x5cm. Para dar forma ao biscoito, coloque um pedacinho retangular de goiabada dentro do quadrado e dobre duas pontas opostas do quadrado sobre a goiabada.

Arrume as bolachinhas na assadeira forrada com papel manteiga, deixando uma distância de 1 a 2 centímetros entre eles.

Leve para assar por 15 a 20 minutos ou até que eles estejam dourados embaixo.

Passe-os pelo açúcar de confeiteiro.

 

Bolinho de Bacalhau Assado

img_7515
Ingredientes
500 g de bacalhau cozido e desfiado
500 g de batata cozida e espremida
2 colheres de sopa de farinha de mandioca
2 colheres de salsinha picada
1 cebola pequena bem picada
2 ovos
Azeite para pincelar

Modo de Preparo
Misture todos os ingredientes numa vasilha.
Faça os bolinhos com as mãos e coloque numa forma com o tapetinho de silicone ou papel manteiga.
Pré-aqueça o forno à 180C/350F e asse até dourar (uns 25 minutos). Se quiser, retire do forno e vire os bolinhos para dourar dos dois lados.